Educadores participam de capacitação pelo “Método das Boquinhas”

30 jan 2019 - Notícias - secom

A Secretaria Municipal de Educação proporcionou aos professores da Educação Infantil, Pré Escola e Anos Iniciais do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino, capacitação sobre o “Método das Boquinhas”, ferramenta de base multissensorial, fônica-visuo-articulatória, que auxilia no processo de alfabetização.

A formação ministrada pela multiplicadora professora Aparecida Ribeiro, também teve a participação de gestores escolares e professores que atuam na Sala de AEE, e teve como foco aperfeiçoar o aprendizado do alunado efetivamente na alfabetização. O curso foi realizado nesses dias 29 e 30 de janeiro de 2019 no Memorial Zé de Moura e na Escola Municipal Prof. Francissco Cassiano. Assim os professores aproveitaram o período de recesso escolar para investir e buscar uma qualificação complementar a sua formação.

A secretária de educação Núbia Naiete de Moura destacou que a formação buscou capacitar ainda mais os professores para trabalhar com a alfabetização, favorecendo a inclusão e agilizando os processos de aprendizagem, contribuindo assim, para melhoria da qualidade educacional e melhoria nos índices do IDEB.

Sobre o Método das Boquinhas

O método das Boquinhas se propõe a alfabetizar crianças jovens e adultos propiciando a associação entre fonema/ grafema (som e letra), propiciado pelo articulema (articulação da boca). É uma metodologia desenvolvida pela fonoaudióloga, psicopedagoga, mestre e doutora pela Unicamp Renata Jardini (CRFa 4028/SP), de neuroalfabetizacão, multisensorial, posto que estimula neurônios-espelho em região pré frontal do cérebro, que produzem o efeito de se imitar a boca que é visualizada. O método foca seus objetivos na rápida aprendizagem da decodificação (leitura) e codificação (escrita), abordando os elementos linguísticos, fonológicos e articulatórios desse processo.

Esses elementos estão presentes em qualquer metodologia, posto que fazem parte do aprendizado de qualquer língua com características alfabéticas (cada letra possui pelo menos um som). Dessa forma possibilita ao aprendiz ganhos consistentes na alfabetização de maneira rápida, prazerosa e eficaz, uma vez que ele próprio se torna consciente de sua boca que produz o som de cada letra a ser lida, gerando assim autonomia para ler e escrever todas e quaisquer palavras, frases e textos.